Seminário – A Escrita Como Função Social

Seminário
A Escrita Como Função Social

Saudações poéticas a todos os leitores!

Como vocês estão? Eu espero e desejo de
coração que estejam muito bem.

Humildemente, eu quero compartilhar com todos vocês o privilegio que tive motivado por um grande amigo meu, que é professor da EMEB Professora Maria de Lourdes Mattar, localizada no município de Cajamar – SP, que trabalhou com os seus alunos do quinto ano A, na oficina de literatura alguns dos meus poemas.

E além desse grande incentivo, eu ainda fui convidado a participar com os alunos do “Seminário Escrita Como Função Social”, que aconteceu no dia 17/04/18. Eu confesso que fiquei muito contente com a reação e a participação dos alunos na minha fala, que destaquei a importância da escrita como forma de expressão, de manifestação do saber em constante construção, do pensamento vivo e em movimento que necessita e aprimora com a prática de compartilhar as ideias.

Mas, mais importante que a escrita é a leitura, afinal é ela que abre e amplia a nossa visão para um mundo novo de possibilidades e de oportunidades. Aliás, é através da leitura, seja ela qual for que nós construímos as bases fundamentais para escrever.

E nós também conversamos sobre o “Fanzine” que a partir dos anos 60 se tornou uma ferramenta de expressão, de publicação de informação e até mesmo de criação de redes de contato e interação das pessoas em diversas áreas.

Que sobrevive de maneira resistente e ativa expressando a produção não só da poesia, mas, todas as formas da arte marginal e independente.

A escrita como função social
A escrita como função social

E, sem sombra de duvidas, acredito que foi um momento de aprendizado tanto para mim, quanto para eles.

Portanto, eu quero agradecer ao professor André pelo convite, ao diretor Marcos pela gentileza e recepção e agradeço, principalmente, a turma pela atenção e participação.

Plano do seminário de escrita como função social.

  • Introdução
  • Apresentação Escritor
  • Bibliografia
  • Escrita como razão da necessidade de se expressar ideias e sentimentos
  • Socialização do Zine
  • Improvisação
  • Ler poesias
  • Agradecemos

Eu acredito com todas as minhas forças no diálogo, nos fóruns de discussões de ideias e até nos saraus de poesias como forma de construção da consciência, que acima de tudo promova o respeito e a convivência com todas as formas de diversidade. Afinal, é dessa percepção que a nossa sociedade precisa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *