Redes sociais (confessionário virtual)

Nas redes sociais
Todo mundo sabe
A fórmula mágica da paz

E todo mundo diz
Aquilo que quer e expõe
O monstro que existe no seu interior

Na tela todo mundo é feliz
E com certeza se acha melhor
Do que os outros

As redes sociais
É o ambiente de ostentação
Do luxo e do consumo

Com a nitida intenção
De expôr a vaidade e causar inveja
E a dor do cotovelo alheio

Sendo que viver de aparências
É coisa de louco
Sem falar na perca de tempo

De quem vive preso
Iludido e perdido
Nessa realidade pararela

Redes sociais terra ninguém
Onde a voz da razão
É silenciada pelo ódio

No discurso mentiroso que convém
A ideologia do cidadão
Que se diz de bem mas é bitolado

As redes sociais
É o confessionário virtual
Dos pecados capitais

Espaço onde o julgamento
Também é normal
E isso virou até profissão

Pra quem é capaz
De conquistar seguidores e likes
Atirando as suas pedras

No caos dessa guerra
Da terra arrasada
Chamada de realidade paralela

Redes sociais (confessionário virtual)
Julio Cantuária

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!