Ponto de Equilíbrio

Ponto de equilibrio

O Ponto de Equilíbrio chegou

E encheu a galera

De paz e amor

E regou

Com consciência e união

E todo mundo cantou

Todo mundo cantou a canção

Batendo na palma da mão

Faya Babylon

E todo mundo já sabe

Que a palavra de Jah

Expressada na música reggae

Além de fazer parte

Da nossa resistência

Contra todo mal que há

Também faz toda a diferença

Nas diferenças e resiliência

Que transforma a convivência

E que a gente canta

Com paciência e esperança

De um mundo melhor

Por isso, eu peço a Jah

Que não deixe a gente perder

O nosso Ponto de Equilíbrio

E que o Ponto de Equilíbrio

Apazigue os nossos conflitos

Sejam eles internos e externos

E que a liberdade

Não se limite

Aos nossos pensamentos

E que os pensamentos

Sejam sempre

Positivos e construtivos

Para a que a gente possa fazer

Dos nossos momentos aqui

Uma construção de amor e paz

Afinal, o Ponto de Equilíbrio

É a gente cantando reggae

Irreverente, consciente e positivo

Ponto de Equilíbrio

Julio Cantuaria

O preço de fazer o que é certo

O preço de fazer o que é certo

Acorde e se levante
Abra a janela
Para o sol clarear
O seu dia

Pela fé agradeça
Tome o seu café
Coloque a cabeça pra pensar
E peça sabedoria

Saiba que a felicidade
Pode estar nas escolhas
Que você terá
Que fazer

Não deixe a vaidade
Te cegar
Não jogue fora
As suas chances de acertar

Se até a alegria
Precisa ser compartilhada
Não seja egoísta
Com as suas coisas

Então, por que
Não ajudar as pessoas?
Talvez essa seja a resposta
Que vai te deixar diferente

Diferente de tudo
Que você já pensou
Consciente em seus atos
Por um mundo melhor

Eu sei que todo recomeço
Tem um preço
E o nosso será
O de fazer aquilo que é certo

Por isso, faça
Não tenha medo
Das consequências
Ou do futuro incerto

E não se preocupe
Com o tempo
Porque o universo
Trará a recompensa

E a paz
Que você merece
Pelo o que você faz
Com suas atitudes e palavras

O preço de fazer o que é certo
Julio Cantuária