Corações egoístas

Agora vai ser assim
Você lá
E eu aqui
Afinal, essa foi a escolha

Do egoísmo
Desse coração de pedra
Errante ferido
Que se nega

Amar
Que se nega amor
Que não sabe perdoar
Nem disfarçar a dor

Mas que sente saudades
E ela bate forte no peito
De um jeito que amarga
Até a boca

Que vivia doce
Com os teus beijos
Como se você fosse
Uma garota louca por mim

E era sim
Por isso eu me questiono
Como as coisas
Podem mudar assim?

Como a gente pode desistir
De um sentimento
Que ainda vive dentro
Desses corações egoístas

E corações egoístas
Perdem o amor de vista
E se afogam nas mentiras
Dessa solidão vazia e fria

Corações egoístas
Julio Cantuaria

4 respostas para “Corações egoístas”

    1. Humildemente, eu quero agradecer por você ler e ainda comentar a respeito dos meus singelos versos.
      Saiba que isso é muito gratificante e motivador.
      Muito obrigado e um grande abraço.

      1. Zilma eu quero lhe agradecer pela gentileza de ler os meus singelos poemas.
        Saiba que os comentários como os seus são muito importantes para motivar a minha escrita.
        Muito obrigado e um grande abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *