Respeito e consciência limpa

É preciso reconhecer
Que o preconceito
Também mora dentro de você

Por mais que você diga que não
Mas você também é vitima
Dessa prisão mental

E da segregação
Que doutrinou as nossas mentes
Para desprezar

A nossa própria gente
Filhos dessa pátria
Tão plural

Que só querem respeito
A liberdade, o direito e a oportunidade
Pra vencer o abismo social

Reconhecer e aceitar as diferenças
É o primeiro passo
Para a construção

De uma nova consciência
Onde irmãos brancos e pretos
Não se julgam pela cor da pele

Mas se ajudam pela fé sobrenatural
E pelo ideal de viverem em paz
Movidos pelo bem maior

Que nos faz capazes
De amarmos uns aos outros
E defendermos a justiça

Pelo bem de todos nós
E que ecoe pelos quatro cantos
A nossa voz

Que pede
Justiça e liberdade
E oportunidades iguais

Afinal, já sofremos tanto
Com o descaso
Dos governos

E nada justifica
Fazermos o mal
Contra nós mesmo

Além disso, perante o pai
De toda criação
Nós somos todos irmãos

E que assim seja
Com a consciência limpa
E o respeito a raça negra

Respeito e consciência limpa
Julio Cantuária

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *