Santo do pau oco

Quem não te conhece
É que te compra
Como livro que se vende
Pelo que se apresenta na capa

Afinal a sua hipocrisia é tanta
Que transborda nas atitudes
E nas besteiras
Que você propaga

Aliás, você fala de Deus
O tempo todo
Mas não vive
O amor e a fraternidade

Pelo contrário
Você faz julgamentos de valor
Alimenta intolerância
Preconceito e ódio

Acha que por seguir
A sua religião
É o único salvo
Dessa terra

E condena as diferenças
De credo, cor e opinião
E ainda se omite
Dos deveres de cidadão

E ainda diz que não é daqui
Que está só de passagem
Mas vive só a pedir
E contar vantagem

Adora sentir
E ostentar o prazer
Do luxo e da riqueza
Nessa sua breve viagem

Você se acha
Sempre o dono da razão
E não abre mão
De nada por ninguém

Fala de Deus
Com o coração cheio de maldades
Sem se quer saber
O que é fazer o bem

E onde vai
Troca farpas, calunias
E até condena
A sua própria irmandade

Saiba que de pessoas
Egoístas​ e soberbas​
Como você
O mundo está cheio

São os lobos
Em peles de cordeiros
Pastores que exploram a fé
De seus fiéis

Ricos, políticos
Doutores e charlatões
Que não sentem
Apreço por ninguém

E ainda enganam
Com mentiras
E escravizam com migalhas
As vidas alheias

E ainda diz ser santo
Só se for santo do pau oco
Porque não vejo nenhum milagre
Só vejo em você poço de vaidades

Santo do pau oco
Julio Cantuária

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *