Vida e a sua beleza

A vida é uma dádiva divina
E a beleza que enxergo
Não se intimida
Com a riqueza, poder e o ego

E na simplicidade do amor
Na bondade do gesto
Se nasce o novo
E até o recomeço vem sorrindo

No clarear de mais uma manhã
Que traz no olhar de criança
A esperança e o gosto
De um mundo melhor

E a vida tem várias formas
Que na simplicidade do bem
Cresce, aprende, se transforma
Adaptando se a sua brevidade

Já, a beleza que eu enxergo
Não se resume nesses versos
Que cita a nobreza
Do coração de mãe

Que enaltece e rejuvenesce
O grito de liberdade
Que enriquece o sorriso
De uma alma em paz

Que se desmancha de emoção
E se junta por gratidão
Em um abraço apertado
Que é simplesmente dado

A vida é uma coisa rara
Intransferível, breve e cara
Pra se vender ou se perder atoa
No tempo que voa e não para

E a beleza que enxergo
Não passa de utopia
Afinal, não vivo a riqueza
Que eu desejo

Mas, não mereço
Uma vida vazia
Por isso, estou aprendendo
Valorizar mais a minha vida

Vida e a sua beleza
Julio Cantuaria

2 respostas para “Vida e a sua beleza”

  1. Vida amor paixão!
    Vida dádiva divina inspiração do criador.
    A vida me encanta
    É maravilhoso sentir que em cada amanhecer uma chance a mais de melhorar e aprender.
    Seu poema e maravilhoso.Parabéns. Bom dia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *