Como a gente sonha (viver)

Eu não gosto
De esconder o meu rosto
Independente de qual seja
O modelo da máscara

E não estou disposto
A ficar em casa
Preso na realidade virtual
Nos meus dias de folgas

Eu vou torcer
Para sair logo essa vacina
Para eu correr até o posto
E me imunizar

Para sentir de novo o gosto
De aglomerar
Afinal, esse vírus maldito
Que nos prendeu

Nesse isolamento social
Que desfez nossos sonhos
Ceifando vidas dos entes queridos
Meus e seus

Está me fazendo surtar
Em meio a esse turbilhão
De coisas ruins
E por isso, peço a Deus

Que essa pandemia
Chegue logo ao fim
Pra gente voltar a viver
Com fé e razão

Para fazer da vida
Um grande carnaval
De paz, amor, liberdade e alegria
Como a gente sonha em ser

Como a gente sonha (viver)
Julio Cantuária

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *