Fim de tarde (Vermelhão no céu)

Eu vejo um vermelhão
Lá no céu
Sei que é fim de tarde

Por do sol
Linda paisagem
Que admiro com o coração

E a noite cai
E junto com ela
Desce a lua

Que ilumina a rua
E fortalece minha saudade
De um tempo que não vai voltar

Mas, eu agradeço a Deus
Pela oportunidade de apreciar
Esses fins de tardes

Onde o vermelhão
Do por do sol
Toma conta do céu

E enche o meu coração
De alegria e paz
Dessa brisa que se faz

De um simples fim de tarde
Que todo o dia abre
Os olhos da minha alma

Fim de tarde (Vermelhão no céu)
Julio Cantuária

6 respostas para “Fim de tarde (Vermelhão no céu)”

    1. Eu também me senti muito alegre por sua leitura e pelo comentário no meu singelo poema.
      E que bom que a poesia tem o poder de despertar o sentimento bom em nós, como o da alegria que você descreveu.
      Que Deus a abençoe e muito obrigado.

  1. Fala amigo….ótimas palavras que descrevem sua beleza no admirar e no entre linhas destaca aquilo que não vemos por não obtermos tal luz no coração…. O que vejo com estima e alegria por saber que conheço tal raridade entre os tantos nascentes que não vivem e só passam como o vento ….

    1. Salve irmão! Muito obrigado pela leitura e pela gentileza de comentar. E é com muita humildade que a gente vai colocando o sentimento, a experiência diária da vida em singelos versos.
      Que Deus o abençoe e muita obrigado.
      Um abraço!

      1. Parabéns querido lindo olhar e belo sentimento…reflete a sua Gratidão e sensibilidade em Apreciar as Belezas Do nosso Pai e Criador …

        1. Viva a poesia, a literatura e a arte de maneira geral, que nos possibilita descer a beleza das coisas simples da vida.
          Melka muito obrigado pela leitura e pela gentileza do incentivo e do seu comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *