Como eu me sinto?

Eu me sinto
Como um cavaleiro perdido
No deserto de concreto e aço

Que é
O estado
De São Paulo

Eu me sinto
Como um exército
De um homem só

Em meio
A multidão
De robôs

Mas, ainda sim
Eu sigo
Sem desistir

De levar as minhas mensagens
De reflexões e esperança
Por um mundo melhor

Eu sigo politizando
E povoando pensamentos
Para desatar os nós

Que nos prenderam
Ao preconceito do passado
Obscuro e alienado

Eu sigo
Dando vasão a voz
De cada um

Que é da luta por todos nós
Nesse objetivo comum
De justiça e Liberdade

Eu sigo só
E continuo
Fazendo o meu trabalho

De formiguinha
Pequena porém valente,
Incansável

E paciente como Jó
Que não deixa nada abalar
A fé e a esperança

No despertar
De um novo amanhã
Por uma cidadania melhor

Como eu me sinto?

Como formiga

Mas sigo de cabeça erguida

Como eu me sinto?
Julio Cantuaria

2 respostas para “Como eu me sinto?”

    1. Olá Zilma Soares, como vai?
      Muito obrigado pela sua gentileza, pelo incentivo e pela mensagem que você me enviou.
      São atitudes como essas que mantem a vontade de escrever viva dentro de nós.
      Mais uma vez, receba o meu carinho, a minha gratidão e o meu abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *